terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Até 2016!


E entramos assim nos últimos dias de 2015. Altura de olhar para o que foi feito, os bons momentos, os maus momentos e encarar um novo ano com um muita pica.

Obrigado aos visitantes deste espaço, boas entradas em 2016!! Fiquem com uma playlist de coisas boas que foram "descobertas" este ano. Descobertas por mim e outras por vocês, que semana após semana também partilham sons comigo.

Cheers!!

Mr. Herbert Quain • Introduction to a life in a tape
Izzy Bizu - Fools Gold (Rooftop Sessions)
Snarky Puppy - Shofukan (We Like It Here)
Gregory Porter - 1960 What?
Fatoumata Diawara - Sowa
Toco - Mané
Caetano Veloso - It's a Long Way
Criolo - Bogotá
Sivuca - Ain't no Sunshine
Jungle by Night - El Miraglo (Village Sessions)
Nina Simone Ain't Got No, I Got Life Nina Simone
Fred Wesley - The Ballad of Beulah Baptist
D'Angelo and The Vanguard - Sugah Daddy
US3 - Don't Even Ask
Ana Tijoux - Antipatriarca
Akua Naru - Tales Of (Wo)Men
The 1978ers (yU & SlimKat) - Without A Clue
Logic - All I Do




terça-feira, 22 de dezembro de 2015

O meu melhor, lançado em 2015



Esta semana faço um balanço do melhor que foi lançado em 2015. Para a semana faço um balanço do melhor que descobri este ano, entre 1900 e 2015.

Para além disso, ainda que numa fase experimental, também uso o Spotify como provider de playlists.
LINK: https://open.spotify.com/user/guilhas25/playlist/53ZTXZWAsvb6Tl9XH4XbIp
           spotify:user:guilhas25:playlist:53ZTXZWAsvb6Tl9XH4XbIp

Se por acaso tiverem outras sugestões do melhor que se fez este ano, não hesitem em partilhar comigo :)

Top 15, por qualquer ordem.

- Benjamin Clementine - Nemesis
- Jamie Woon - Sharpness
- Slow J - Tinta da Raiz
- Oddisee - That's Love
- Chelsea Reject - Go ft. CJ Fly of Pro Era, T'Nah Apex
- Kendrick Lamar - i
- Beirut - No No No
- Fat Freddy's Drop.- FISH IN THE SEA
- Izzy Bizu - White Tiger
- Disclosure - Magnets ft. Lorde
- Da Chick - Do tha Clap
- Tuxedo - Do It
- Jamie xx - Loud Places (ft Romy)
- Ester Rada - Feeling Good
- Deluxe - Shoes



quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Ibeyi | Mo'horizons | NX Zero ..|



Siga para as últimas 3 de 2015. Esta semana a descoberta solta 13 e andou a fazer ambiente na festa dos prémios Timeout Lisboa 2015 \.../

1. Ibeyi - Mama Says
2. NX Zero - Vamos Seguir
3. Mayra Andrade & Trio Mocoto - Berimbau
4. Mariana Aydar - As Palavras não Falam
5. Laurin Hill & Curtis Mayfield - Here but I'm Gone
6. Ana Tijoux - Los Peces Gordos No Pueden Volar
7. The Sound Providers - No Time
8. Quantic Soul Orchestra - Who Knows
9. Emiliana Torrini - Jungle Drum
10.Mo'Horizons - Come Touch the Sun
11.Bonobo - Kong
12.Mo'Horizons - So on
13.Breakbot - I'm yours



quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Bang



A descoberta desta semana começa no Brasil, com a bossanova e uma raridade de Orlando Haddad, o ritmo de Castello Branco que anda em digressão por Portugal e a colaboração entre Emicida e Caetano Veloso.

Depois seguimos para o universo dos beats e hip hop. Destaco o som de GoldLink, que acaba de lançar um album que tem tido muitos feedbacks positivos. Ainda não tive oportunidade de ouvir o album todo.

Faz parte também a nova de MIA, que tem um clipe brutal, a nova música da portuguesa Marta Ren e acabamos com um Chet Faker cheio de ritmo e batidas, bem diferente do que nos vem habituando.

1. Orlando Haddad & PAtricia King - Samba Walk
2. Castello Branco - Tem Mais que Eu
3. Emicida & Caetano Veloso - Baiana
4. Movement - Us
5. Our Samplus - Minor alpha
6. Nujababes - FILO
7. Kaloo - War (Bang Bang)
8. Goldlink - Sober Thoughts
9. MIA - Borders
10.Marta Ren & The Groovelvets - I'm not your regular Woman
11.Caro Esmerald - Back it Up
12.Marcus Marr & Chet Faker - Birthday Card


terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Deluxe @Marseille & Mexefest



Nestas útlimas duas semanas estive em constante conexão com a música. Fui até Marselha para ver os Deluxe e este fim de semana andei a consumir concertos à bruta no Vodafone Mexefest.



Comecemos por França , uma semana após os trágicos atentados de Paris, com o bilhete de avião e do concerto comprados à meses, reciei a viagem e a realização do concerto. Mas a vida tem de continuar e a vontade de ver uma das minhas bandas favoritas, aliada a uma visita relampago a uma cidade bonita (pelo menos no Google!) e com a melhor companhia possível, superou o medo. Era a última data da Tour dos Deluxe em França, a expectativa estava lá em cima e era a primeira vez que fui um groupie, e a minha namorada idem tongue emoticon Sala, de nome Le Moulin nos arredores de Marselha, completamente cheia, com uma acustica impecavel e com público de todas as idades. As luzes apagam-se e começa uma fanfarra no meio do público a tocar clássicos do rock, estrategicamente para a banda principal pudesse dar os ultimos retoques no palco sem ninguem dar por nada. Bandu du Rock, entreteu mas não foram suficientes para gastarmos as nossas energias.
 Depois entrou então em palco a banda francesa Deluxe. Liderada pela crazy (!!) LiliBoy, deram um show incrível. Tocaram todos os seus clássicos (My game, Daniel, Superman, Shoes, Tall Ground, Pony e Mr. Chicken são alguns exemplos) e com arranjos deliciosos e totalmente adequados para um concerto. Se numas músicas vinha lá de trás disparado o saxofone para uns solos tão malucos como a sua presença em palco, noutras era o baterista que virava DJ e soltava a faixa em drum'n'bass levando a crowd ao rubro. Cada elemento sabe bem a sua posição, coreografias para entreter, musicas tocadas na perfeição, encheu as medidas de qualquer um que goste de musica. Para além disso soltaram 3 músicas do novo album, todas elas boas à primeira "vista". Sem dúvida que valeu bem a pena, sem dúvida que em Portugal fazem falta bandas assim, que consigam agarrar vários estilos e que toquem e cantem com alegria, com energia e que consequentemente quem os ouve e sente, acaba por ir no mesmo mood. No final ainda conseguimos estar com toda a banda no backstage, onde pudemos trocar dois dedos de conversa. Ficámos com a sensação que eles não têm noção que em Portugal já existe muita gente que os conhece. Perguntámos ainda o porque de nunca terem vindo a Portugal. A resposta foi simples, "já tentámos várias vezes, pagam mal e nós temos uma estrutura grande da qual não abdicamos".

 





---- Dia 1 - Vodafone Mexefest ----

 No fim-de-semana seguinte fui ate à Capital, para o meu primeiro Mexefest. A Avenida da Liberdade transformou-se na avenida mais musical do país, abriu espaços desconhecidos, deu a conhecer bandas , criou conceitos e ambientes. Comecei esta aventura musical às escuras. Uma das novas iniciativas do Vodafone Mexefest deste ano era a Black Room. Concertos de aproximadamente 15 minutos, completamente às escuras, onde o desafio era sentir a música na sua essência mais pura: ao vivo e sem distracções visuais. Em todo o cartaz acho que não havia ninguém melhor para inaugurar este espaço. Akua Naru e a sua banda entram tímidos, pois até para eles esta seria a primeira experiência do género que tinham. O desafio foi aceite pela plateia que enchia a pequena Sala do São Jorge e a sala ficou literalmente às escuras. Depois foi só deixar ir pelos primeiros acordes e pelo Soul, pelo Jazz, pelo Hip Hop e pela "spoken word" de Akua Naru. Não podia começar melhor.

Depois de uma rápida passagem pelo concerto dos Galgo, vencedores do Concurso de bandas Mexefest, que tocam um rock psicadélico bem energético, volto a encontrar Akua Naru. Desta vez para um concerto de mais de 1 hora. Enérgica, mistura o Jazz e o Hip Hop como poucos o fazem e, sempre com uma ou duas palavras entre músicas, alertando para a falta de justiça e igualdade no mundo. Acompanhada por um coro de 3 elementos que a apoiam e dão um grande acréscimo a todas as suas músicas, faltaram alguns clássicos no reportório escolhido. O palco do Rossio, apesar do fabuloso pano de fundo com o Castelo de São Jorge, tinha muito má acústica e esta banda merecia um local melhor. Era talvez o concerto que mais queria ver e no final ficou um pouco aquém.

Já era do conhecimento de todos que o americano Roots Manuva, um dos cabeças de cartaz deste ano, estava doente e tinha cancelado o concerto. Fomos então até ao Tanque, uma antiga piscina que virou sala de espectáculos. Completamente ao desconhecido, encontrámos uma brasileira de cabelo cor-de-rosa e soltar palavras de ordem e um bass poderoso. Era Karol Conka, uma das MC's mais conceituadas do "Funk da Favela". Se bem que este estilo é um pouco repetitivo, até que foi uma boa surpresa. Ela tem power e conseguiu transmitir esse power para a plateia.

Era hora de ir para o espectáculo da noite, o melhor concerto do Mexefest deste ano e talvez um dos melhores que alguma vez tive oportunidade de ver. Coliseu ao barrote para ouvir Benjamin Clementine. Canta como ninguém, ou melhor, canta que nem a Nina Simone. É um génio do piano e interage o mínimo com o público. Mas também não precisa. A maneira como toca e canta é a forma ideal de nos falar. Acompanhado apenas por um baterista que complementa de uma forma genial as músicas, acabam os dois rendidos ao Coliseu, e nós rendidos a eles. Simplesmente sublime.

 



 ---- Dia 2 - Vodafone Mexefest -----

 Com algumas horas em pé gastas na feira do Vinil que decorria nesse mesmo dia na Taberna das Almas, a expectativa deste dia do Mexefest quase não existia. De tudo o que tinha planeado ver, apenas conhecia Da Chick e nunca a tinha visto ao vivo. Tal como na sexta, começámos a jornada de concertos na Black Room, desta vez para ouvir o português Benjamin. Não conhecia, mas não gostei muito.
 As luzes acendem-se e vamos a correr para a próximo, era a vez de conhecermos uma nova Sala e novas músicas. Castello Branco, Brasileiro de apenas 28 anos, cantou e encantou num cenário que só por si fazia a diferença. A Sociedade de Geografia de Lisboa tem uma sala brutal, umas escadarias entrelaçadas que com a junção das luzes deram um outro encanto ao concerto. Intimista, Castello Branco apenas se fez acompanhar de um guitarrista e de pequenos arranjos já gravados num computador. Aconselho vivamente a explorarem as músicas e as letras dele.

 Com os batimentos cardíacos bem calmos, era altura de ir para o Tanque dançar com a portuguesa Da Chick. Puxou all in a miúda! Fez-se acompanhar com a dupla habitual de dançarinos, com os Bizu, com o guitarrista Cut Slack e o DJ e rapper Mike el Nite. Deu um show do caraças, não faltou nenhum hit clássico (e ela já tem alguns) e acabou o concerto com a participação de Moullinex no baixo.

 Saída a correr do Tanque esgotado a caminho do Rossio para ouvir o tuaregue Bombino, conhecido de muitos mas um desconhecido para mim. Cheguei e já estavam a tocar num recinto muito bem composto. Improvisos de guitarras, músicas inacabáveis, recheadas de energia, fizeram a delícia dos que assistiam. Impressionante o ritmo inquebrável dos seus sons. Quando toda gente pensava que ia soar aquele batuque final, vinham mais 2 minutos de ritmos ainda mais acelerados. Para além disso, foi o único concerto que assisti e que teve encore.

 Com as pernas finalmente a cederem, o plano acabava no Palácio da Foz para ouvir o americano Seven Days Jr. Sobre o espaço, acho que as fotos e vídeo que coloco falam por si. O concerto, enfim. Até podem existir limitações uma vez que o espaço é delicado e é feito por materiais sensíveis e frágeis, mas o que assistimos foi ao desrespeito total pelo artista e pelo público que se deslocou ao Palácio da Foz àquela hora. O som só saía de um lado do palco, o microfone fazia um feedback terrível e após a contestação e pedido de ajuda do próprio artista, a organização/pessoal do som, ficaram impávidos e serenos sem nada fazer. Senti vergonha alheia e vim embora, pois não queria ficar ainda com pior imagem do que estava a acontecer, num espaço brutal e ainda por cima depois de dois dias de excelentes concertos e performances. Problemas acontecem sempre e a todos, agora a diferença faz-se na resposta aos mesmos. Festival: conceito fenomenal, oportunidade para visitar espaços que estão quase sempre fechados, de ver e descobrir artistas. Melhorias: Vodafone é o main sponsor e nem Wi-Fi disponibilizam. Problemas de som em vários locais, inadmissíveis num festival desta magnitude. Perdi o concerto de Peaches e de San Holo...mas ganhei outros.











quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Novidades e clássicos



O caveira de Martinho da Vila, a nova dos Deluxe , de St Germain e de FKJ. Revisitar os Temptations e Mayra Andrade, descobrir a inglesa NAO (enorme video!), ver a colaboração da rapper Fernanda Abreu com os Funk Come Le Gusta e mais , e mais

Doze faixas, ei-las:

1. Mayra Andrade - Kaka Barboza/ Dimokransa
2. Martinho da Vila - O Caveira
3. The Temptations - Papa Was A Rolling Stone
4. Deluxe - Baby That's you
5. Funk Como Le Gusta e Fernanda Abreu - Funk de Bamba
6. Jungle Fire - Firewalker
7. NAO - Bad Blood
8. FKJ - Drops
9. Soulchef - California
10. Kid Loco - A Grand Love Story
11.Maribou State - Steal
12.St. Germain - Sittin Here


terça-feira, 17 de novembro de 2015

Mundo de Ilusões



Esta semana a playlist é para os que gostam de ouvir música de olhos fechados e pensar na vida. Semana trágica em França, e é para lá que vou daqui a uns dias, ver uma das minhas banda preferidas de momento.
 Os próximos fins de semana vão ser repletos de música ao vivo e a cores: Deluxe; Roots Manuva; Akua Naru; Benjamin Clementine; Ed Motta são alguns bons exemplos .

Seguem as dez desta semana:

1. Aline Frazão - Assinatura de Sal
2. Oriente - O Viajante
3. 30 30 - Mundo de Ilusões
4. Qwel & Maker - Through the Sidewalk
5. Ayo - Slow Slow
6. Fatoumata & Amine - Timbuktu Fasso
7. Tulipa Ruiz - Proporcional
8. Ed Motta - Colombina
9. Chef's Special - My Night Off
10.Fat Freddys Drop - Fish in The Sea



terça-feira, 10 de novembro de 2015

Almost 2 Years



Foi em Dezembro de 2013 que voltei a dedicar-me a este blog. É desde então que semanalmente crio playlists , sem regras e limites, apenas baseado no meu gosto, no que vou descobrindo e naquilo que amigos e conhecidos me mostram. Será em Dezembro de 2015 que pretendo fazer um ajuntamento de pessoas e celebrar 2 anos desta segunda vida da Descoberta da Batida Perfeita.

Conto dar novidades muito em breve.

Nas escolhas desta semana, perdi a cabeça e selecionei 12 faixas. Oiçam , oiçam oiçam... e acabamos todos a dançar.

1. Emicida & Wilson das Neves - Trepadeira
2. NoName Gypsy - Open apology
3. The Roots - The Notic (feat D'Angelo and Erykah Badu)
4. The Limp Twins - Sunday Driver
5. Belleruche - Anything You Want
6. Quantic Soul Orchestra - Hold it Down
7. Nightmars on Wax - Be There
8. Hird - Keep You Kimi
9. Waldeck - Make My Day
10.Recloose - Dust - (ft. Joe Dukie)
11.Tuxedo - Watch the Dance
12.Cool Million - Good Time


terça-feira, 3 de novembro de 2015

Espelho Meu



Jazz Soul de Gregory Porter, o regresso de Melo D, a nova de NBC com a participação de Sir Scratch e instrumental de Slow J, o magnifico Samba dos Pó de Ser Emoriô. São apenas alguns bons exemplos da playlist desta semana.

1. Gregory Porter - 1960 What
2. The Gene Dudley Group - I've Changed
3. Nina Simone Vs Groovefinder - Ain't Go no, I Got Life
4. The Souljazz Orchestra - Mista President
5. Melo D - Esquemas
6. Pó de Ser Emoriô - Cê Tem Fé em Quê
7. NBC & Sir Scratch - Espelho
8. Angie Stone & Snoop Dogg - I Wanna Thank Ya
9. Ressonators - Sweet Love Afair
10.Jack Barret - Breath Life



quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Open Music


Open mind. Este é o meu lema quando falo de música. Este fim de semana, ao passar música num espaço que habitualmente frequento como cliente e como DJ, optei a certa atura da noite por um registo um pouco diferente do habitual, pelo facto de estar perante pessoas que sabia que iriam gostar mais de outros ritmos do que estava a tocar. O facto de não tocar house ou trance , não significa que não aprecie, que goste ou mesmo que o critique, seja pela positiva ou pela negativa. De uma coisa tenho certeza, só toco músicas que não gosto em casamentos :) O resto, se seleccionei, é porque a música me diz algo. 

Na seleção desta semana partilho funk , hip hop, electrónica e finalizo com uma jam session dos Fat Freddy's Drop, eles que voltam a Lisboa em Abril de 2016.

1. Andre 3000 - Dracula's Wedding
2. Chelsea Reject - Go
3. Qwel & Maker - Through The Sidewalk ft. Wes Restless
4. HIDDEN JAZZ QUARTETT "Luvlite" feat. BAJKA
5. Instituto - Vai ser assim feat Criolo
6. Silicon - Burning Sugar
7. Baker Brothers - Patiente
8. Five Corners Quintet - Skinny Dipping
9. Maribou State - Midas
10.Fat Freddys Drop - Wheels Are Turning


terça-feira, 20 de outubro de 2015

Turtle Soup

Photo: DJ Food

O destaque desta semana chama-se Tom Misch. Londrino de apenas 19 anos, é compositor, guitarrista, cantor, violinista e um excelente beatmaker.
Conta já com vários lançamentos e em muitos deles com participações de gente já bem conceituada. Nesta playlist temos Tom vezes três.
A restante playlist varia entre nomes habituais de posts antigos e algumas novas entradas, como DJ Food .

 1. Jose James - Park Bench People
2. D'Angelo - Left & Right
3. Lawrence Band - Cocoa Butter Kisses (Cover)
4. Tom Misch - Karma
5. Tom Misch - Can't Explain It
6. Tom Misch - Wake up this day (ft. Jordan Rakei)
7. Dj Food - Turtle Soup
8. Dusty - Voodoo
9. Alice Russel - A Fly in the Hand
10.Unknown Mortal Orchestra - Can't Keep Checking my Phone


segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Nightmares



Nightmares on Wax é já uma presença habitual no blog. Conheço , gosto, mas ainda me vou surpreendendo com faixas que me vão chegando aos ouvidos. Aproveitar idas a Lisboa acaba por ser bastante produtivo. 90% desta semana tem origem na Rádio Oxigénio, onde pude ouvir um programa de afrobeat e cenas com influências Africanas e da America do Sul.

Clássicos presentes de Al Green e Gil Scott Heron; A música nova de Disclosure , onde participa Lorde; a junção entre D'Angelo e Badu. O português João Tamura que dá voz a uma faixa produzida por Holly, irmão mais novo do grande DJ Ride.


1. Nighmares on Wax - 70s, 80s
2. João Tamura - CapuchosXXI
3. D'Angelo & Erikah Badu -  Your Precious Love
4. Sacassaia - Boca Oca
5. Disclosure & Lorde - Magnets
6. Gil Scott Heron - Inner City Blues
7. Al Green - Let's Stay Together
8. The Spy From Cairo - Marseilles Noir
9. Michel Cleis - Mir a Nero
10. Bareto - El Aguajal
11. Ze Manel - Bardade dentro de Bardade


segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Today


É tempo de nova playlist. Esta semana num registo mais calmo, apropriado para acompanhar um chá quente e enrelado numa manta. "Winter is coming" .

1. Jamie Woon - Sharpness
2. Glenn spencer - Today
3. Donny Hathaway - Little Ghetto Boy
4. Charles Bradley - Luv Jones
5. Nash - 100 Million Ways
6. Deluxe - Shoes
7. Asha - Chapters
8. Phony Ppl - If This How love Feels
9. Blendes Babies - Make it work
10.Gramatik - Native Son

terça-feira, 29 de setembro de 2015

True Loves ; Slow J & more


Resultante de um diggin na plataforma Bandcamp, esta semana está repleta de nomes desconhecidos, pelo menos no meu reportório.

Começamos com muito amor e com a voz sublime de Grace Love que é sempre acompanhada pelos seus amores verdadeiros (True Loves Band). Naturais de Seattle, fazem parte de um lote restrito de artistas que já passaram por labels como a Motown e a Dapkings .

Passamos para a segunda escolha, Sean Johnson. Soul e Hip Hop, tem o seu novo álbum gratuito para descarregar. Escolhi a faixa Mountain que já tem videoclipe associado.

Estreio também Slow J, rapper português que lança o seu álbum este ano. Grande malha, grande instrumental.

Numa vertente mais reggae/dub, esta semana temos a nova de The Lions (mashup de The Clash) e na parte eletrónica, o novo single de Fat Freddy's Drop e uma faixa da Hot Natured, que conta com a participação de Rosin Murphy.

Estamos a chegar aquela altura do ano de muitos lançamos, prevejo muita música nova nos próximos tempos.

Peace!

1. Grace Love & True Loves - Nobody Sweeter
2. Sean C. Johnson - Mountains
3. Jungle By Night - Kiwi
4. The Lions - The Magnificent Dance
5. Slow J - Tinta de Raiz
6. OverDoz. - Last Kiss
7. India Arie - Video
8. Hi-Tek - Round & Round
9. Fat Freddy's Drop - Razor
10.Hot Natured & Rosin Murphy - Alternate state


segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Blakroc




E de repente começo a ouvir o Mos Def a rappar com guitarras dos Black Keys por trás. Fui de imediato ver o que era. Foi assim que hoje descobri o projecto Blakroc. Uma prova de que a música não tem barreiras e que pode juntar dois "mundos" tão diferentes e criar algo genial.

Sabe mais aqui: http://blakroc.com/

Também pela primeira vez, o reggae de Mike Love e incógnita Her, que bem tentei saber algo mais mas não consegui.

Até para a semana!

1. Mike Love - Moving On
2. Chance the Rapper - Israel
3. Akua Naru - The Word is listening
4. Her - Quite Like
5. The Honey Drippers - Impeach the President
6. BlakRoc - What you do to me
7. BlakRoc - Ain't Nothing Like
8. Alina Baraz & Galimatias - Pretty Throughts
9. Chilly Gonzales - Never Stop
10.Jamie Lidell - Little Bit of Feel




terça-feira, 15 de setembro de 2015

no No nO


Os Beirut lançaram  um albúm novo, Jamie XX remistura compassos parecidos com kizomba e o rapper Oddisee passou a ser um dos meus preferidos.

Check it:

1. Grover Washington Jr - Just the two of us
2.  Saun & Starr - Hot Shot
3.  Beirut - No No No
4.  Leisure - Got it Bad
5.  Oddisee - That's Love
6.  Boomkat - The Wreckoning
7.  The Internet - Girl
8.  Flume - Some Minds
9.  Ratatat - Cream on Chrome
10.Jamie XX - I Know There's Gonna be



segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Shambala



Olhar para um lineup de um dos maiores festivais da Europa e não conhecer 70%. Assim nasceu esta playlist:

 1. Joe Driscoll & Sekou Kouyate - Wonamati
 2. Go Go Penguin - Hopopono
 3. The Piratones - Step on it
 4. Joe Driscoll - Chicken little
 5. By the Rivers - Take Control
 6. Nubiyan Twist - Work House
 7. Split Prophets - Weedmasons
 8. Dizraeli and the Small Gods - Never Mind
 9. Lazy Habits - Even Out
 10.Billy Rowan - Boyfriend
 11.Jenova Collective - The Fox
 12.K.O.G. & Zongo Brigade - Jabulani
 13. Jungle by Night - El Miraglo


terça-feira, 1 de setembro de 2015

Verão 2015


Ontem encerrei o meu Verão 2015, como DJ Guilhas. Felizmente, tenho tido sempre bastante trabalho nesta época e este ano não foi excepção. Como qualquer amante de música, os gostos pessoais vão-se moldando e alterando com o passar do tempo. Essa evolução, em conjunto com a minha necessidade de descobrir músicas e bandas novas, faz com que tenha que recusar passar música em certos sítios. Acima de tudo, abdico do dinheiro para gostar daquilo que faço e mostrar música com a qual me identifico. Atenção, eu também gosto e passo músicas conhecidas. 

 Outro aspecto que tenho sentido é a inadaptação a ambientes dançantes. Não vejo isso como algo mau, pois acho que a música é adequada ao momento. Aquilo que me deixa realizado é claramente adaptado a ambientes descontraídos em que a música serve como oxigénio. É para respirar. Fazendo um flashback do que foram estes 3 meses, as Sunday's Chill foram um projecto desafiante para mim, mas que correu extremamente bem. Tive oportunidade de tocar e partilhar música com várias pessoas que admiro bastante. O Ocean Spirit é sempre bom. Tocar num soundsystem abusado e perante mais de mil pessoas não é todos os dias. As passagens pelo Radio Station e Boca Santa em Santa Cruz foram excelentes. O AfterSix, a estreia na Foz do Arelho ou na Av. da Liberdade acabaram por ser experiências bastante positivas.

 Agora estou de férias, voltar a ter fins-de-semana, a estar com os amigos, família e namorada sem pensar em horários e em ir montar colunas ou pratos. 

 O diggin, esse não tem férias. O onze inicial:

 1. DJ Disse - Walk On The Wild Side
2. Raphael Gualazzi - Reality And Fantasy (Gilles Peterson Remix)
3. deeB - Paradise Architect
4. Fine And Free - Guru, ft. Vivian Green
5. Beware Jack x Bling Projekt - "Deixem-me Ser Livre" feat Sam The Kid
6. NxWorries (Anderson.Paak & Knxwledge) "Suede"
7. Gavlyn x Reverie - Reach Ya 
8. LEDEUNFF - L.A.D.Y feat Phoenix Troy (prod by 20syl)
9. 3Fixpen Sill X 20syl - Obsession
10.Beat Assailant - Charlie White
11.General Elektriks - "Raid The Radio"

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Feel Right



Esta semana junto alguns clássicos a algumas descobertas. Ficou assim:

1. Darondo - Didn't I
2. Mayer Hawthorne - Just Ain't Gonna Work Out
3. Mayer Hawthorne - Maybe So Maybe No
4. Myron & E - On Broadway
5. Mark Ronson - Feel Right
6. Alice Russel - A Fly in the Hand
7. Omar - Simplify
8. Ljones - July
9. OHD - Priorities
10.Toro Y Moi - Say That

Boa semana!


quarta-feira, 19 de agosto de 2015

SSS





Voltei às rotinas laborais e consequentemente ao meu post semanal no blog.

O último fim de semana aproveitei para ir ao Santa Summer Sounds. Esta foi a segunda edição deste festival, sendo que na primeira fiz parte do line up no palco secundário. O cartaz deste ano foi dividido, à semelhança da primeira edição, com um dia dedicado a sonoridades mais rock e o segundo dia mais ao reggae e hip hop.
Os concertos foram fixes. Curioso por ver os Tara Perdida com o novo vocalista e não desiludiu.
No segundo dia, o projecto conjunto de Mundo Segundo & Sam The Kid e a banda Pás de Probleme eram os cabeças de cartaz. Ambos bons concertos, o primeiro era claramente o que o pouco púclico esperava, o segundo uma Real Padrada.

Em suma, a falta de público no recinto faz sempre com que os concertos sejam uns furos abaixo. Apesar de achar que o som estava realmente bom , existiram algumas falhas na organização do festival que fizeram com que muita gente não fosse e quem foi sentisse na pele algumas delas.

Fazerem concertos logo a partir das 20h, e depois de terem feedback sobre como correu a primeira edição, era logo algo a riscar. Gastam budget em bandas, quase ninguém vai e acaba por ser bastante desmotivante para quem vai tocar.

Falta de luz à entrada. Parecia que estavamos a ir para tudo menos para um "festival" .

6 WC no total para homens e mulheres . Ou já previam que fosse pouca gente ou então se fossem o dobro das pessoas era necessário levar fraldas.

Acho que deviam realmente pensar se este tipo de festival é exequível em Santa Cruz. Os gastos associados devem ser tremendos e o retorno não deve ter sido assim tanto.  Mas se fizerem mais, eu vou na mesma :)

A desta semana está organizada da seguinte maneira:

1. Sky Hi - Love is Real - Testify
2. Barbara Acklin - Am I The Same Girl
3. Fred Wesley - The Ballad of Beulah Baptist
4. Aldo Vanucci - Take me to the Party
5. Frenic . Luiz Ville - Groove
6. Sam the Kid - Juventude é Mentalidade
7. Deluxe - Baby
8. Palov & Panama Cardoon - Basmati Rice
9. Alcohol Jazz - Ron Matusalem
10. Myron & E - Do It do it Disco



segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Sweet like a lolly


O Verão acaba por ser uma grande fonte de música nova. A oportunidade de tocares tantas vezes com muito pessoal diferente e as idas a festas significa que irás obrigatoriamente ouvir coisas diferentes do que estás habituado. Verão é sinal de Shazam em punho.

Já não fazia um diggin desde que voltei de Sines e aproveito o "capacete" (aka nevoeiro cerrado) que se faz sentir neste momento em Santa Cruz para lançar este post.

1. Toco - Mané
2. Tamba Trio - Visgo de Jaga
3. Sivuca - Ain't no Sunshine
4. Bob da Rage Sense - Amor
5. Ty - Like you Never
6. DJ Vadim - Sweet like a lolly
7. Saun & Starr - Big Wheel
8. Mr Woodnote & Lil Rhys - 1 & 2
9. Gregory Porter - Liquid Spirit (20syl Remix)
10. Laura Vane - Roof Off


quinta-feira, 30 de julho de 2015

Músicas do Mundo: A Experiência

Antes de começarem a ler, metam a playlist a rodar...



Era provavelmente o único festival que me faltava e que tinha mesmo vontade de experienciar. O FMM é claramente um festival que faz jus ao nome deste blogue. Deve ser rara a pessoa que vai para o FMM e conhece todo o lineup. As bandas vêm dos 4 cantos do mundo, repletas das mais diversas sonoridades, com os instrumentos mais esquisitos e que encontram o melhor público para os encantar. Pessoas de espírito aberto a ouvir bons músicos , seja rodeado pelas maravilhosas muralhas do Castelo de Sines, seja com o Oceano Atlântico como pano de fundo.



Cheguei a Sines para 4 dos 7 dias do festival. Vi de tudo, vi coisas que achei menos interessantes e achei que o lineup  poderia ser claramente melhorado. Apesar de adorar tanto cenas monótonomas como sonoridades a puxar, a determinada hora é necessário alguma "alegria". Essa terá sido talvez a maior falha que aponto. De resto, adorei. Os que já foram, concerteza que partilham da minha opinião. Preços super acessivéis, povo acolhedor, festivaleiros com boa onda e boa comida!

Fazendo alguma retrospectiva do que vi e ouvi :

 Dia 1:

 THEA HJELMELAND (Noruega) @ Castelo - Para começar a noite foi bastante interessante. Foi o meu primeiro contacto com Sines.

 GUILLAUME PERRET & THE ELECTRIC EPIC @ Castelo - Não vi até ao fim. Apresentava-se como uma fusão de jazz e metal (?!). fiquei curioso mas depois a música rapidamente me deixou com vontade de ir girar pelo centro de Sines. Era apenas um Saxofone e uma bateria, minimalista demais.

 DELE SOSIMI AFROBEAT ORCHESTRA (Ng. / RU) @ Castelo - Do que vi de Afrobeat no Festival, foi o melhor. É capaz de estar para o Afrobeat como o Lee PErry para o reggae. deu para mexer bem a anca e valeu por este primeiro dia em Sines.

 LA-33 (Colômbia) @ Av. Praia - Salsa pura e dura. Já com a noite avançada e com um medronho em cima, lancei uns movimentos bem arrojados. É salsa, mas é sempre um regalo ver big bands a tocar. E estes tocavam e cantavam nas horas.

Dia 2:

 ALINE FRAZÃO (Angola) @ Castelo - Não vi e fiquei arrependido. Era só isto.

 SONGHOY BLUES (Mali) @ Castelo - Funk e blues do Mali. Ao ínicio parecia estranho mas depois foi talvez das melhores surpresas que tive no festival. O vocalista era uma alegria em palco, cantava e puxava pela plateia. E o funk era mesmo bom! Podem ouvir uma malha qe coloquei na playlist desta semana.

 ANA TIJOUX (Chile) @ Castelo - Das poucas coisas que conhecia... duas músicas. Foi o melhor concerto do festival. Inicialmente pensava que o hip hop iria destoar um pouco do que este festival costuma apresentar, mas logo reparei que não. A Tijoux canta , rima, rappa, comunica e tem uma banda a acompanha-la que fica ao mesmo nível.



 Dia 3:

 BRUNO PERNADAS (Portugal) @ Castelo - Primeira presença da tuga que vi e que fiz questão de ver. Falava-se de um pequeno prodígio da musíca portuguesa. É realmente um multi-intrumentista fora do normal. Uma banda a seguir-lhe e bem orientada por ele. A timidez nas suas palavras sempre que comunicava com o público mostram a razão pelas suas canções raramente terem letras. Excelente concerto para um fim de tarde em Sines.



NILADRI KUMAR & FRIENDS (Índia) @ Castelo - Um patrão na citara. Um pintas como músico.

 CAPICUA (Portugal) @ Castelo - Mais um excelente concerto. Energia brutal, a Capicua tem uma grande presença e é acompanhada por uma personagem chamada Beatriz Gosta. Valeu bem a pena. Destaque também para um dos membros da banda que fazia ilustrações ao vivo e eram automaticamente projectadas.



 CANZONIERE GRECANICO SALENTINO (Itália) @ Castelo - Não me lembro mas pelas fotos e vídeos adorei :) Dia 4: PASCALS (Japão) @ Castelo - Banda de 14 elementos, cada um com a sua panca. Um bocado descordenados mas com boas bandas sonoras. Valeu o espectáculo de fim de tarde. Arigatooo!

 SALIF KEITA ACOUSTIC (Mali) @ Castelo - Entrou mole mas foi crescendo. Acabou o concerto em altas e a meter o público que enchia o castelo a mexer!

 ORLANDO JULIUS & THE HELIOCENTRICS (Ng/RU) @ Castelo - Último concerto que vi. Concerto que teve como complemento o fogo de artíficio. É bom mas demasiado mole para o que se queria naquela altura da noite.

Foi uma excelente experiência, muito bem acompanhado por vários amigos e amigas durante os 5 dias . Voltarei para o ano, for sure!


segunda-feira, 13 de julho de 2015

Sunday Spirit



Back in the business. Este Domingo convido Dedy Dread para um gig no Noah Surf House Portugal e próxima terça faço o warm up para Terrakota no Ocean Spirit. As sugestões para esta semana são estas:

1. Mariana Hill - One Time
2. SBTRKT - Higher (ft Raury)
3. Pharrel Williams - Freedom
4. Jurassic 5 - Thin Line
5. Handsome Boy Modeling ft Cat Power - I've been
6. Lion Babe - Jump Hi
7. The Gene Dudley Group - Inspector Norse
8. Dego - It don't get no better
9. Heavy Joker - Leaving for Cala Basa
10.Zed Bias - Something About This (Nu:Tone Rmx)

terça-feira, 30 de junho de 2015

Festival Med


Oito da manhã, na ida para um dia normal de trabalho oiço a publicidade ao Festival Med. Apenas conhecia o festival por alto e resolvi investigar. A companhia alinha, os shakras estão alinhados , siga para a dança!
Chegámos sem saber grande coisa, não tinhamos feedback de ninguém , apenas sabiamos o cartaz e pouco mais. A surpresa foi agradável, a localização era excelente, os palcos estavam espalhados pelos recantos das muralhas do castelo, obrigando o público a percorrer as ruelas antigas que estavam apilhadas de bancas de artesanato e de boa comida (pelo menos de aspecto). Havia indicações em cada cruzamento, não permitindo que ninguém falhasse nenhum concerto.
Como só estivémos 1 dia, apenas conseguimos ver alguns concertos. A digestão do jantar fez-se ao som da israelita Ester Rada. Apareceu tímida , mas fez a festa. Afrobeat, soul, uns grooves de reggae, foi uma boa surpresa. A banda, especialmente a dupla de sopros, deu o toque especial. Entre cervejas e pessoal a cuspir fogo , tava na hora do tuga Batida. Plateia demasiado pequena para a afluência de gente. É e foi giro, mas é sempre do mesmo. Kuduro Kuduro Kuduro, danças 20 minutos e a música a seguir praticamente não traz nada de novo a não ser os bailarinos que vão rodando e dando uns toques inovadores. No entanto, é um valor incontornável , e não brinca em serviço.
Era chegada a hora de ver a banda cabeça de cartaz, os Balkan Beat Box. Sou seguidor à muito tempo mas nunca os tinha visto ao vivo. Fui acompanhado de uma fã incondicional e portanto tive na frontline, like a groupie :)
Notou-se claramente que são uma banda bem experiente, tocaram os seus clássicos, encaixaram fácilmente umas novas pelo meio e meteram o público a saltar. Fizeram o serviço completo. Quem lhes pagou não se pode queixar. Quando chegas ao fim de um concerto e doiem-te as pernas, é sinal que te divertiste.
Fomos sem expectativas e saímos com vontade de lá voltar para o ano.
A playlist desta semana, é a seguinte:


1. Oscar Brown Jr & Luiz Henrique - Laia Ladaia
2. Ester Rada - Sorries
3. Izzy Bizu - Waves
4. Laurin Hill - Feeling Good (Nina Simone Tribute)
5. The Miguel Atwood - Deliver the
6. The Urban  Renewal Project - What I Do
7. Cálculo - A Zul
8. Deluxe - My Game (Acoustik Moustache #9)
9. Cais Sodré Funk Connection - Offbeat
10. Bonobo - Stay the Same

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Músicas deste mundo



A equipa desta semana tem muito sangue novo e dos 4 cantos do mundo:

1.Ester Rada - Life Happens
2.Leon Bridges - Smooth Sailin
3.Raury - Devil's Whisper
4.Henry Canyons - Dis Moi ft. Zoe Rose
5.Jill Scott - Golden
6.Cacique 97 - Jorge da Capadocia
7.Red Baraat - Horizon Line
8.Alamedadosoulna - La Empresa
9.Ed Home - Wade Through Calle Ocho
10.Ashley Thomas - The Same Love That Made


terça-feira, 16 de junho de 2015

Hiatus Kaiyote



Playlist da semana:

1.Criolo - Quatro da manhã
2.Tuxedo - Do it
3.Sly Johnson - EVRBDD
4.Ala.Ni - Ol Fashioned Kiss
5.Hiatus Kaiyote - The World it Softly Lulls
7.Takuya Kuroda - Rising Son
8.Akua Naru - Walking the Block
9.Golden Rules - Never Die
10.Looptroop Rockers - Splippin



segunda-feira, 8 de junho de 2015

Groovy Sunday



O Verão será sempre a "minha época alta" como seleccionador de músicas. Este ano não é excepção.
Projectos a caminho e que serão , se tudo correr bem, mesmo à minha medida. Ideias novas, conceitos a serem explorados na zona Saloia e muita música para partilhar. Anúncio assim que estiverem totalmente confirmados , pois irei precisar de toda a vossa força.

A playlist desta semana foi feita a pensar na pequena trip que irei fazer até aos Açores. Recheada de conselhos de amigos e fieis descobridores  .

Click here to Chill!

1. Snarky Puppy & Metropole Orkest - The Clearing
2. Stray - Since You've been gone
3. The Detroit Experiment - Baby Needs New Shoes
4. Joetic - Breeze
5. Gramatik - No Way Out
6. Amerigo Gazaway - Itsoweezee
7. Hollie Cook - Postman
8. Michael Franti - Say Hey
9. Dafuniks - John Dope
10. Beau Black - When I came Out
11. Fred V & Grafix - Major Happy


quarta-feira, 3 de junho de 2015

Fora da Lei


1. Mayra Andrade - Mana
2. Tony Tornado - I'm Black
3. Ed Mota - Fora da Lei
4. Tim Maia - Bom Senso
5. Samba Soul - Black coco
6. Jorge Ben - O Telefone
7. Wax Tailor - The Games You Play
8. Moodyman - Like I Used 2
9. Jazzanova - I Human
10. Nicolas Jaar - Mi Mujer




segunda-feira, 25 de maio de 2015

Sax Machine



Como vem sido hábito, a variedade de sonoridades está semanalmente presente neste Blog. É talvez uma consequência pela maneira como oiço música diariamente. Apesar de gostar muito de um ou outro estilo, sou incapaz de estar algumas horas seguidas sempre no mesmo registo. É como ter uma alimentação equilibrada.

Hoje partilho e destaco um grupo que conheci esta semana: os Sax Machine, trio francês que navega entre o hip-hop , jazz ou mesmo com influências de afro-beat. A presença de "sopros" numa banda são sempre uma mais valia . Para mim é quase um namoro perfeito, adicionar sopros de qualidade num bom instrumental.
A  desta semana ficou assim:

1. William de Vaughn - Be Thankful For What you Got
2. Favormusik - Serendipity
3. Blundetto - Every little Things
4. Resonators - Surrender
5. O.B.F - Dub Controller
6. Amerigo Gazaway - Fela Soul
7. Sax Machine - And I
8. People Under the Stairs - Dewrit!
9. Kendrick Lamar - I
10. Ratatat - Cream on Chrome




terça-feira, 19 de maio de 2015

GO!


Muita música fresca na lista desta semana. O Snoop tem album novo, produzido pelo Pharrel e com participações de uma série de estrelas. Os velhotes St Germain já partilharam o seu novo single que vai fazer parte do album que tem data de lançamento para finais de 2015. Outro regresso são os irmãos quimicos, que voltam cheios de bombas electronicas.

O resto nao é novo , mas eu acho que é bom!

1. Herculee - Good Music
2. Rebelution - Life on the Line
3. Oddisee - Own Appeal
4. Third Coast Kings - Just Move
5. Calibro 35 - The Butcher's Bride
6. Snoop Dogg - Awake
7. Andrew Ashong - Flowers
8. St Germain - Real Blues
9. The Chemical Brothers - Go
10.Etherwood - Hold Your Breath


segunda-feira, 11 de maio de 2015

Fifty Fifty


Playlist desta semana, a primeira metade a pertencer a vozes femininas e a segunda metade a vozes másculas .

Let's do it:

1. Rainy Milo - Bout You
2. Izzy Bizu - White Tiger
3. Elli Ingram - Canna Butter Kisses
4. Ella Eyre - Deeper
5. Bossacucanova & Teresa Cristina - Deixa Prá Lá
6. NBC - Dois
7. Close - My Way ft Joe Dukie
8. Ben L'Oncle Soul - Seven Nation Army
9. Pooldore - Blind Eyes
10. Raekwon - I Got Money


segunda-feira, 4 de maio de 2015

It's a Long Way


Explorar, descobrir e revisitar . Estes são os meus principios para este Blog.
Adopto várias estratégias e fontes na construção das playlists semanais. Não conheço tudo e às vezes espanto-me com músicas que supostamente são de conhecimento comum e por algum motivo não me ficaram retidas nos ouvidos.
As principais fontes que uso:

- Amigos e páginas de fãs nas redes sociais - Tenho uma listagem virtual na minha cabeça de pessoas que rotulo de "pessoas com gosto bom" , ou pelo menos com gosto parecido com o meu. Isto do bom gosto é subjectivo. São a estas pessoas que muitas vezes recorro , vasculhando o mural de Facebook e ouvindo o que partilham. Por vezes um post vai direitinho para a minha playlist , ou uma partilha pode me servir de influência para uma descoberta parecida. Com as páginas de fãs acontece a mesma coisa. Muitos artistas/grupo/etc fazem questão de partilhar reliquias que eu nunca iria chegar por mim. Este é um blog também feito e influenciado por muitas das pessoas que o ouvem. Tenho a certeza que várias vezes sentiram "ah esta malha partilhei esta semana" à qual eu responderia, "ainda bem! é bom e não conhecia".

- Plataformas Web : Youtube e Spotify, normal. Uso e abuso das mesmas. Procuro canais no youtube que ache que tenham sonoridades interessantes. spotify estou um bocado saturado. Nem sempre faz uma seleção de acordo com sonoridades mas sim com outros parametros, como a nacionalidade da banda.

- Lojas : Eu COMPRO música. Compro basicamente em 4 plataformas: Itunes, Juno, VinylDigital e Beatport. Aproveito os momentos de selecção das compras também para fazer diggin. Principalmente no Juno e no Beatport, onde a Base de Dados é fora do mainstream, encontro muitas coisas boas.  

- O Dia-a-Dia: Telemóvel com Shazam, porque do nada, podemos ouvir o cerebro a reagir a sons :)

Estas são as minhas fontes e é assim que perco horas e horas para a Descoberta. Curiosamente , ainda não me fartei. It's a Long Way to the goal.

Quem respira como eu, entende.

Esta semana ficou assim, e ficou bem catita:

1. Vibrations Of Sound - Clunky
2. Caetano Veloso - It's a Long Way
3. Tiago Iorc - Musica Inedita
4. Lego Boy ft. Beat Ride - Rethinking about love
5. Cookin'on 3 Burners - Mind Made Up
6. Da Chick - Do the Clap
7. The 1978ers - Without a Clue
8. Mundo Segundo & Sam The Kid - Tu não Sabes
9. Lamb - Scratch Bass
10.Jamie XX - Loud Places (ft Romy)


segunda-feira, 27 de abril de 2015

my revolution



Fim de semana de comemorações da revolução. Para uns diz muito, para outros passa o ladoe é vivido como "um dia que não se trabalha".
Somos um povo que vive confortável com tudo, tanto para o bem como para o mal.
Mas se cada um fizer a sua parte, podemos viver na zona de conforto de consciência tranquila.

As músicas escolhidas, de revolução têm muito pouco, mas ajudam a pensar.

1. BossaCucaNova & Marcos Valle - Os Grilos
2. Ike Quebec - Shu Shu
3. Orlando Julius & The Helicopters - In The Middle
4. Snarky Puppy - Tio Macaco
5. Kinny & Horne vs Sc - Sweetness
6. KoZaK94 - I sold my soul
7. Logic - Shine On
8. Odesza - Say My Name
9. Tomer Yosef - Little Man
10. James Brown & Dee Felice Trio - All The Way (Nightfly's Jazzstep Edit)



segunda-feira, 20 de abril de 2015

Chicken Wings



Este fim de semana passei por uma das principais avenidas da capital , onde toquei cerca de 4 horas seguidas . Chama-se Quiosque Charcutaria , situa-se na Avenida da Liberdade e aposta em boa música .
Consegui ir a todo lado, do jazz ao funk, passei ainda pelo hip hop e espreitei alguma electrónica suave.

Gostei e espero voltar.

A playlist desta semana é resultado de um diggin de Domingo bem produtivo e de algumas sugestões de amigos.

Press Play please!

1. Dj Hum - It's My Beat
2. Dj Cam Quartet - Rebirth of Cool
3. Galimatias - Major Crimes
4. Dj Nu-mark & Quantic - Tropicalifornia
5. Roy Paci - Moanin
6. Dubben - Heyyyy
7. Friends From Rio - Vam'bora
8. Jazzanova - Fedime's Flight
9. Koalas Desesperados - Vengo (ft Akua Naru)
10. Bad Influence - Prince Pimms